Controle de Processos

Aqui você poderá acompanhar o andamento atualizado de seu processo. Para saber mais, contate-nos.

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Newsletter

Inscreva-se. Nós do Furno Petraglia Advocacia teremos o prazer de mantê-lo informado acerca das novidades jurídicas que lhe interessem. Seu cadastro é muito importante para nós.

Endereço

Rua Bittencourt , 141 , Conj. 35
Centro
CEP: 11013-300
Santos / SP
+55 (13) 3219-1145+55 (13) 3223-3386

05/07/2022 - 15h38Comarca de Itapecerica realiza casamento coletivoIniciativa oficializou a união estável de 18 casais da região

O casamento de 18 casais foi realizado pelo diretor do foro de Itapecerica, juiz Altair Rezende de Alvarenga (ao centro) (Crédito: Divulgação TJMG) O juiz Altair Rezende de Alvarenga, diretor do foro de Itapecerica, Região Oeste de Minas Gerais, realizou, no último sábado (2/7), o casamento de 18 casais que viviam em união estável. O evento faz parte do Projeto de Conversão de União Estável em Casamento, criado pela comarca. A iniciativa recebeu o apoio dos Poderes Legislativo e Executivo, Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Itapecerica, além da iniciativa privada e foi realizada por meio do Centro de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), de Itapecerica. Segundo o diretor do foro, juiz Altair Rezende de Alvarenga, o projeto surgiu a partir de iniciativas bem sucedidas em outras comarcas mineiras, quando muitos casais optaram em regularizar suas situações matrimoniais. Na comarca de Itapecerica não foi diferente. Após a publicação de um edital convocando pessoas que viviam em união estável, 18 casais foram selecionados para participar da cerimônia, totalmente gratuita. “A seleção dos casais foi feita de acordo com o que prevê a lei que define uma união estável. O próximo passo foi realizar a cerimônia de casamento de 18 casais. Um verdadeiro ato de cidadania em nossa comarca”, disse o juiz Altair Rezende de Alvarenga. Para o juiz Altair Rezende de Alvarenga, a iniciativa permite aos casais adquirirem direitos no âmbito previdenciário e civil (Crédito: Divulgação TJMG) Ao final da cerimônia, os 18 casais, que tinham tempo de união estável variado, receberam as certidões de casamento civil. “Ao converter as uniões estáveis em casamento, cuidamos da instituição mais importante de nossa sociedade, que é a família. Estamos garantindo aos cônjuges oportunidades de direitos no âmbito previdenciário e civil, além de proporcionar mais estabilidade emocional, familiar e social a toda a comunidade, resgatando um hábito milenar. Ao mesmo tempo, fortalecemos psicologicamente os casais, além de beneficiar indiretamente filhos e demais pessoas que convivem no seio familiar”, ressaltou o magistrado. O casamento coletivo foi realizado na sede da Associação Comercial de Industrial de Itapecerica. Os casais ainda participaram de um sorteio de diárias nos dois hotéis fazenda da cidade. A cerimônia foi transmitida ao vivo por meio das redes sociais da Câmara Municipal de Itapecerica. Diretoria de Comunicação Institucional – Dircom Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG (31) 3306-3920 imprensa@tjmg.jus.br instagram.com/TJMGoficial/ facebook.com/TJMGoficial/ twitter.com/tjmgoficial flickr.com/tjmg_oficial  
05/07/2022 (00:00)
Visitas no site:  8225000
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia