Controle de Processos

Aqui você poderá acompanhar o andamento atualizado de seu processo. Para saber mais, contate-nos.

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Newsletter

Inscreva-se. Nós do Furno Petraglia Advocacia teremos o prazer de mantê-lo informado acerca das novidades jurídicas que lhe interessem. Seu cadastro é muito importante para nós.

Endereço

Rua Bittencourt , 141 , Conj. 35
Centro
CEP: 11013-300
Santos / SP
+55 (13) 3219-1145+55 (13) 3223-3386

Definida lista tríplice para cargo de desembargador do TRT/MS

Os juízes titulares do trabalho Júlio César Bebber (6 votos), João Marcelo Balsanelli (4 votos) e Ademar de Souza Freitas (4 votos) compõem, por critério de merecimento, a lista tríplice para escolha do novo desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região. A votação foi realizada na Sessão Administrativa Extraordinária do Tribunal Pleno e transmitida pelo canal no Youtube do TRT24, nesta sexta-feira (31/7). Clique aqui para assistir. A lista tríplice será encaminhada ao Conselho Superior da Justiça do Trabalho que, depois de averiguar a regularidade do certame, enviará ao Poder Executivo da União para escolha do desembargador. O cargo está vago desde agosto de 2019, em decorrência da aposentadoria do desembargador Ricardo Geraldo Monteiro Zandona. Para fundamentar seus votos, os desembargadores analisaram parâmetros de desempenho, produtividade, presteza no exercício das funções, aperfeiçoamento técnico e adequação da conduta ao Código de Ética da Magistratura Nacional, conforme previsto na Resolução CNJ nº 106/2010 e na Resolução Administrativa TRT nº 70/2014. Para concorrer à promoção, o juiz deve ter no mínimo dois anos de efetivo exercício; figurar na primeira quinta parte da lista de antiguidade aprovada pelo respectivo Tribunal; não ter autos retidos injustificadamente além do prazo legal e não haver sido punido, nos últimos doze meses, em processo disciplinar, com pena igual ou superior à de censura. Formação da lista tríplice Cinco magistrados concorreram na votação, realizada em três etapas. Na primeira fase, os desembargadores votantes, iniciando-se pelo mais antigo, julgaram eventuais impugnações às candidaturas e aos dados e informações constantes do processo. Nesse sentido, foi indeferida a candidatura do juiz Renato Luiz Miyasato de Faria por não compor a quinta parte da lista de antiguidade do tribunal. Na sequência, avaliaram todos os candidatos, atribuindo-lhes pontuação de acordo com os critérios estabelecidos na RA 70/2014 e na Resolução nº 106/2010 do CNJ. Posteriormente, cada membro avaliador declarou os seus votos para a formação da lista tríplice.  Por último, reunidos os votos de cada membro do Tribunal, a lista tríplice foi formada pelos três candidatos que receberem o maior número de votos. Concorreram à vaga os juízes Ademar de Souza Freitas, João Marcelo Balsanelli, Júlio César Bebber e Tomás Bawden de Castro Silva. Candidatos da lista tríplice: Júlio César Bebber nasceu em Gaurama/RS. Tomou posse no cargo de Juiz do Trabalho Substituto do TRT da 24ª Região em 1993. Foi promovido, pelo critério de merecimento, ao cargo de Juiz Titular da Vara do Trabalho de Amambai/MS, dois anos depois. Em 1998, foi removido para a Vara do Trabalho de Ponta Porã/MS e depois para a 1ª Vara do Trabalho de Dourados. Desde 2002 é juiz titular da 2ª Vara do Trabalho de Campo Grande.  João Marcelo Balsanelli é natural de Maringá/PR. Iniciou suas atividades na carreira da magistratura em 1993, no cargo de Juiz do Trabalho Substituto do TRT da 24ª Região. Foi promovido, por antiguidade, ao cargo de Juiz Titular da Vara de Paranaíba em 1995. Foi removido para Ponta Porã, em 1999. Em 2002, foi removido para a 1ª Vara do Trabalho de Dourados e, em 2004, para a Vara do Trabalho de Jardim. Em 2005, passou a exercer a titularidade da 6ª Vara do Trabalho de Campo Grande, cargo que ocupa até o presente momento.  Ademar de Souza Freitas é natural de Nova Esperança/PR. Sua trajetória na Justiça do Trabalho iniciou em 1981, em virtude de aprovação em concurso público para o cargo de Auxiliar Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região. Ingressou na carreira da magistratura trabalhista em 1993, após ter sido aprovado no I Concurso para o cargo de Juiz Substituto do Trabalho do TRT da 24ª Região. Foi promovido a Juiz Titular em agosto de 1995, tomando posse junto à 3ª Vara do Trabalho de Campo Grande, onde se encontra até esta data.
Visitas no site:  3562489
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia