Controle de Processos

Aqui você poderá acompanhar o andamento atualizado de seu processo. Para saber mais, contate-nos.

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Newsletter

Inscreva-se. Nós do Furno Petraglia Advocacia teremos o prazer de mantê-lo informado acerca das novidades jurídicas que lhe interessem. Seu cadastro é muito importante para nós.

Endereço

Rua Bittencourt , 141 , Conj. 35
Centro
CEP: 11013-300
Santos / SP
+55 (13) 3219-1145+55 (13) 3223-3386

Reunião discute implantação da Patrulha Maria da Penha em cidades do estado

Na manhã desta sexta-feira, 21, uma reunião realizada na Procuradoria Geral de Justiça, discutiu a implantação da Patrulha Maria da Penha em cidades do interior do Maranhão, conforme prevê o Decreto nº 31.763/2016 do Governo do Estado. Estiveram presentes membros do Ministério Público do Maranhão e representantes do Executivo Estadual e da Polícia Militar.A Patrulha Maria da Penha já existe em São Luís e nos municípios de Imperatriz e de Balsas. Conforme informações da Polícia Militar, em breve, vai operar em Timon. A reunião discutiu, por meio de um esforço interinstitucional, a possibilidade da ampliação do serviço para as cidades de Santa Inês, Caxias, Pinheiro, Bacabal, Pedreiras e Presidente Dutra.O principal objetivo da Patrulha Maria da Penha é fiscalizar o cumprimento das medidas protetivas e é composta obrigatoriamente de 12 policiais. Em São Luís, a Maria da Penha realiza 20 atendimentos diários.Em Balsas, por exemplo, foi o Ministério Público do Maranhão - por meio do promotor de justiça Moisés Caldeira Brant, atualmente na Comarca de Santa Inês - que primeiramente tomou a iniciativa de assegurar a implantação do serviço no município, por meio de diálogo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública, para garantir viatura e o número de policias suficiente para o funcionamento da Patrulha na cidade.Para o procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, o Ministério Público não medirá esforços para ajudar a implantação do serviço em outras cidades do interior do Maranhão. “É necessário investir na prevenção da violência. A Patrulha Maria da Penha é muito importante para garantir o atendimento à mulher vítima de violência doméstica”.Do MPMA também participaram da reunião, os promotores de justiça Marco Antonio Santos Amorim (diretor da Secretaria para Assuntos Institucionais), Moisés Caldeira Brant e Sandro Carvalho Lobato de Carvalho, ambos da Comarca de Santa Inês.Representando a Polícia Militar estiveram presentes a coronel Augusta Andrade, comandante da Segurança Comunitária, e a major Edhyelem Santos, comandante da Patrulha Maria da Penha. Também compareceram a secretária-adjunta de Estado da Mulher, Nayra Monteiro, e a diretora da Casa da Mulher Brasileira de São Luís, Susan Lucena.Redação: CCOM-MPMA
21/02/2020 (00:00)
Visitas no site:  3023784
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia